Endereço

Departamento de  Veterinária
Avenida PH Rolfs, s/nº
Campus Universitário
36570.900 – Viçosa – MG – BR

SOLICITAÇÃO DE ESTÁGIOS PARA A PREVENTIVA

Caro solicitante de estágio.
O Setor de Medicina Veterinária Preventiva e Saúde Pública oferece vagas para estágios
curriculares supervisionados de acordo com a disponibilidade de vagas dos diferentes
professores que atuam nesse setor. Os professores orientadores e as suas respectivas
atividades científicas são as seguintes:
Doenças bacterianas e microbiologia veterinária. Profa. Maria Aparecida Scatamburlo
Moreira (masm@ufv.br)
– Resistência bacteriana aos antimicrobianos e atividade antimicrobiana de
fitoterápicos (testes fenotípicos e genotípicos).
– Mastite por Escherichia coli (testes fenotípicos e genotípicos).
– Paratuberculose (testes fenotípicos e genotípicos).
– Desenvolvimento de candidatos vacinais recombinantes.
Virologia animal. Prof. Abelardo Silva Júnior (abelardo.junior@ufv.br)
– Circovirose suína
– Cinomose canina
– Infecções herpéticas animais
– Vacinas recombinantes e diagnóstico viral
Doenças Aviárias. Profa. Bernadete Miranda dos Santos (bmsantos@ufv.br)
– Auxiliar nas necropsias de aves para fins de diagnóstico
– Auxiliar com as colheitas de materiais para exames laboratoriais
– Acompanhar rotina laboratorial de isolamento e de identificação de
patógenos
– Auxiliar com os testes de soroaglutinação rápida para Mycoplasma
gallissepticum e M. synoviae
– Auxiliar com os testes de inibição da hemaglutinação para o vírus da doença
de Newcastle (VDN)
– Familiarizar-se com o cálculo de média geométrica de títulos de anticorpo
contra o VDN e interpretação
– Familiarizar-se com as inoculações em ovos embrionados
– Familiarizar-se com os testes de ELISA e interpretação
– Familiarizar-se com cultura de células e de órgãos
– Familiarizar-se com o preparo de kits ELISA e dot-ELISA para vírus
aviários
– Familiarizar-se com as técnicas de diagnóstico molecular
Imunoparasitologia veterinária. Prof. Joaquin Hernan Patarroyo Salcedo
(jpatarro@ufv.br)
– Produção de imunógenos e antígenos para o controle do Rhipicephalus
(Boophilus) microplus e doenças transmitidas. Cultura e produção de antígenos para diagnóstico de Neospora caninum e
Sarcocystis neurona. Produção de monoclonais para vários epítopos de parasitas
de interesse na bovinocultura.
– Desenho de peptídeos, genes e transfecção de genes sintéticos para leveduras e
produção de imunógenos por fermentação.
– Transfecção em plantas, clonagem e expressão de genes para Neospora e
sarcocystis.
– Técnicas de rotina normais em laboratório de imunologia.
Epidemiologia, Saúde Pública e Saneamento Ambiental. Profa. Paula Dias Bevilacqua
(paula@ufv.br)
– Identificação de determinantes do processo saúde doença de enfermidades com
caráter zoonótico
– Avaliação das metodologias utilizadas para o controle das enfermidades
– Identificação de riscos potenciais de transmissão de enfermidades às pessoas
– Desenvolver estudos de avaliação de risco com enfoque em ‘água de consumo’ e
‘reúso de esgotos domésticos’ com vistas à identificação de perigos e
prevenção/controle de agravos.
Inspeção de Produtos de Origem Animal. Prof. Paulo Sérgio de Arruda Pinto
(pintopsa@ufv.br)
– Diagnóstico, epidemiologia e controle do complexo teníase-cisticercose.
– Diagnóstico: post mortem (em matadouros) e laboratorial (ELISA e Immunoblot)
Inspeção de Produtos de Origem Animal. Prof. Luís Augusto Nero (nero@ufv.br)
– Atividade antagonista de bactérias ácido láticas isoladas de alimentos de
origem animal.
– Metodologias moleculares para detecção de genes responsáveis pela
codificação de bacteriocinas em bactérias ácido láticas.
– Análise de risco microbiológico em linhas de produção de alimentos de
origem animal.
– Metodologias moleculares para detecção de microrganismos patogênicos em
alimentos de origem animal.
– Avaliação de metodologias de detecção e enumeração de microrganismos
indicadores de higiene, culturas starter e microrganismos patogênicos em
alimentos de origem animal.
O candidato a estágio deve entrar em contato com os professores responsáveis pelas
diferentes atividades e verificar disponibilidade de vagas e períodos a serem cumpridos.
É interessante o aproveitamento do período de estágio para atuação em mais de um
laboratório do setor, sendo recomendável a definição de um rodízio entre os diferentes
laboratórios, organizado previamente com os professores. A carga horária semanal é de
40 horas e o horário é de 8:00 às 12:00 e de 14:00 às 18:00 horas.
Para realizar o estágio é necessário que a Escola do aluno tenha convênio com a UFV. Se for o seu caso e você tem interesse, siga os seguintes passos:
Faça uma carta de solicitação de estágio contendo as seguintes informações.
o Nome completo e endereço.
o Escola de origem e período que está cursando.
o Em qual período você pretende estagiar.
o Quais as atividades de interesse
Anexe o histórico escolar (utilize o Scanner) e o currículo resumido (sem
comprovantes) em formato pdf.
Envie esse material por e-mail para Prof. Luiz Augusto Nero
nero@ufv.br.
Os candidatos selecionados receberão mensagem contendo o aceite, o nome do
orientador e as demais instruções para regulamentar o estágio. Após receber o aceite, o
candidato terá até 15 dias para confirmar sua vinda para o estágio, sob pena de perder a
vaga caso não o faça.
Atenciosamente
Setor de Medicina Veterinária Preventiva

DVT/UFV


Equipe de Desenvolvimento Web/UFV - 2013 - Mantido com Wordpress